Eu li: Ame o que é seu - Emily Giffin


Livro: Ame o que é seu
Autor: Emily Giffin
Editora: Novo Conceito
Páginas: 310
Sinopse: O tema deste livro deixa aquela pulga atrás da orelha, te faz imaginar como seria a vida se tivéssemos feitos outras escolhas. Esta é uma história para quem algum dia já se perguntou isso. Em Ame o que é seu o leitor encontrará a história de uma mulher (Ellen) dividida entre o amor real e aquele fatídico 'E, se'. O casamento de Ellen e Andy não parece perfeito, ele é perfeito. São inegáveis a profundidade da devoção mútua e o quanto um esperta o melhor do outro. Mas por obra do destino, certa tarde, Ellen revê Leo pela primeira vez em oito anos. Leo, aquele que partiu seu coração sem se explicar, aquele que ela não conseguiu esquecer. Quando o reaparecimento dele desperta sentimentos há muito adormecidos, Ellen se põe a questionar se sua vida atual é de fato como ela queria que fosse. O desenrolar da história é contagiante, pois a cada página acontecem novas cenas que é quase impossível abandonar a leitura, ou ... não se colocar em seu lugar.
 Iniciei essa leitura com bastante ânimo, pois já havia lido outros dois livros da autora (Presentes da vida e Questões do coração). A autora tem uma facilidade imensa em traduzir nossos pensamentos, sentimentos, paradoxos sentimentais... A escrita da autora, assim como a tradução de sentimentos, é fácil, leve e flui tranquilamente. Eu tive problemas em ler, pois estava de ressaca literária e custei a terminar. Exceto este fato, o livro é muito bom. A personagem principal, Ellen, é uma mulher que teve um passado sofrido e ainda sofre pelos fatos do passado. Confesso que em alguns momentos fiquei irritada com a postura da personagem, porém ela já tinha me cativado, por isso aguentei firme. Obviamente, não me decepcionei. Andy é um excelente príncipe, hihi. Digo príncipe, pois todo história dele com a Ellen parece um conto de fadas. Ele é tudo o que sonhamos em um parceiro ideal. Claro que todos temos defeitos, mas os de Andy são facilmente esquecidos por suas qualidades. Só que nada como um amor mal resolvido para bagunçar com uma vida amorosa, mesmo ela sendo muito boa e com uma boa estrutura. Ellen tem seus sentimentos provados quando Leo reaparece. Leo é um tipinho safado e terrivelmente dissimulado. Vou admitir que em alguns momentos eu até acreditei nele e é por isso que digo que a Emily consegue traduzir muito bem nossos sentimentos, já que no lugar de Ellen eu também estaria bem confusa. Só que como minha mãe sempre diz: "Uma vez torto, dificilmente irá ficar reto totalmente". Não acredito piamente nesse conceito, já que o ser humano é capaz de mudanças, porém no quesito "safadeza masculina" parece ser verdadeiro.
Eu super recomendo este livro para quem gosta de romances! Emily é sempre uma boa pedida :)

Beijo grande,
Endryelle Santos.

10 comentários:

Equipe TriBooks disse...

Olá! Só li "Questões do Coração" da Emily mas fiquei com vontade de ler mais. A escrita dela cativa e o enredo foi bem construído. Gostei da resenha e quero ler este também.

Beijos,

Paula

http://tri-books.com

@Tri_Books

Letícia Kartalian disse...

Li esse livro há algum tempo e resenhei em meu blog, é muito fofo. Amo os livros de Emily Giffin!

http://literaturediary.blogspot.com

Monique Larentis disse...

Acho que todo mundo algum dia já se perguntou ou pensou... se eu tivesse feito a outra coisa o que aconteceria..
parece interessante o livro :)

Gabriela Orlandin disse...

Realmente, Endry, Emily Giffin sempre consegue me cativar também. A escrita dela flui bem, é tudo como você disse. É bom saber que esse livro também é bom, porque é o único que ainda falta eu ler dos dela. Linda resenha. Fiquei querendo conhecer os mocinhos da história, rsrs.
Beijos!

Sammy disse...

Ainda não tive a oportunidade de ler os romance da Emily, mas sempre ouço criticas boas a respeito da sua escrita e estória! Claro que sua resenha só me deixou ainda mais interessada na autora, espero que em breve eu tenha a oportunidade de ler =D

Bjs

Da Imaginação a Escrita

Deborah disse...

Pelo visto esse livro é a minha cara, vivo pensando no "e se..."! Huehauehaue

Nunca li nada da autora, mas esse foi para a lista dos livros para ler! Vamos ver se eu vou gostar ;)

Beijos!

Helana disse...

Me pergunto até hoje se gosto desse livro ou se odeio ele.
Uma coisa é certa detestei Ellen, ela não é uma personagem que me deixou feliz.
Esperei tanto por esse livro que na hora de ler me decepcionei um pouco.

Jaqueline Silva disse...

Quero muito ler mais livros da Emily. O primeiro e único até o momento foi Presentes da vida, e eu adorei a escrita da autora.
E sim, eu concordo plenamente com a sua mãe; uma vez torto, dificilmente irá ficar reto, ainda mais no quesito safadeza. O pior é tem mulher que está com uma ótima pessoa do lado, mas as vezes se vê balançada por um canalha, tipo a Ellen ¬¬ Bem, eu preciso ler essa história.

Fabrica dos Convites disse...

Gosto desta autora também, e os livros dela são mesmo uma boa pedida.
Bjs, Rose.

Carla disse...

Oi Endry,

Eu tenho o "Questões do coração", mas ainda não li. Na verdade acho muito triste abrir mão do perfeito pelo "e se". Mas a mente humana é muito doida, né?

Beijos!